#MLDEFÉRIAS – MARATONA LITERÁRIA

Oi, pessoal!

Hoje vim dividir com vocês os livros que serão lidos por mim na Maratona Literária de Férias, que está acontecendo desde 16/07 e vai até 14/08. A maratona está sendo organizada pelos canais Dear Maidy, Nuvem Literária, Pronome Interrogativo e Literature-se e foram sugeridos 10 temas para a escolha dos 10 livros da Maratona. OK: não estou de férias, mas adoro desafios literários e tô cheia de livros para serem lidos, então fiz minha lista e espero conseguir ler todos (média de 1 livro a cada 3 dias). Vejam:

ML

IMG_8742

Bem, não vou me prolongar muito, até porque esses livros serão as próximas resenhas do blog, então aguardem as resenhas.

OBS: Os livros que não estão na foto, serão lidos por e-book.

Vou ficando por aqui, mas caso alguém queira dividir sua TBR, deixe nos comentários” 🙂

Anúncios

Tudo e Todas as Coisas

Olá!

Hoje vou falar de um livro que há muito tempo estava ansiosa para ler: “Tudo e Todas as Coisas”, de Nicola Yoon, lançado pela Editora Novo Conceito.

post 4

O livro é narrado por Madeline, uma menina de 18 anos que tem IDCG, uma doença em que qualquer contato pode causar infecções graves, podendo causar a morte. Por isso Madeline viveu sua vida inteira isolada numa casa extremamente limpa em que o ar é filtrado.

“Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano.
Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre. “

“Pela primeira vez em muito tempo, desejo mais do que aquilo que tenho”

Com a chegada de Olly, Madeline passa a ter ainda mais curiosidade pelas coisas do mundo e o relacionamento que deveria ser apenas pela internet começa a se tornar algo a mais e Maddy sente cada vez mais vontade de ter uma vida normal. Então novos questionamentos começam a surgir na cabeça de Maddy: Viver significa apenas ter uma vida ou significa aproveitá-la ao máximo, sem pensar nas consequencias? A partir daí Maddy começa a fazer coisas que podem trazer sérios riscos à sua saúde.

“Eu era feliz antes de conhecê-lo. Mas agora estou viva e isso não é a mesma coisa”

A personagem Maddy é muito bem construída, podemos notar uma menina ingênua, porém inteligente, exatamente como seria alguém sem contato com as pessoas e com muito tempo para estudar e ler. Sua solidão pode ser vista ao longo do livro, que apesar de ter 300 páginas é bem rápido de ler, pois muitas páginas são como anotações de Maddy, com notas ou desenhos:

post 1

Além da estrutura do conteúdo, a capa é linda, bem colorida e o livro vem com um lindo marcador de plástico transparente:

post 2

Gostei do livro. Quando li a sinopse, já imaginei como seria o meio e o fim do livro, mas a autora saiu do óbvio, o que é muito bom.

Espero que a resenha tenha os incentivado a ler este livro, que é bem diferente. Se você já leu, compartilhe sua opinião.

Beijos!

 

Book Haul: Junho/2016 – Parte 2

Dando continuidade ao nosso book Haul de junho, mais seis livros que adquiri esse mês. Se você não viu a  parte I, clique aqui.IMG_8694

Se junho foi recheado de promoções, mal posso esperar pela Black Friday!

Agora, vamos aos livros:

Image-4

A GAROTA DO CALENDÁRIO – JANEIRO (Audrey Carlan, Verus Editora) – Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele. POR QUE COMPREI? Ele foi apresentado no Mochilão Record e de início não pensei em comprar, pois eram 12 livros. Mas a curiosidade foi maior e comprei Janeiro e Fevereiro e agora já quero todos! Leia a resenha aqui.

A GAROTA DO CALENDÁRIO – FEVEREIRO (Audrey Carlan, Verus Editora) – Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre. POR QUE COMPREI? Mesmo motivo do exemplar “Janeiro”. Leia a resenha aqui.

O PRESENTE (Cecelia Ahern, Editora Novo Conceito) – Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte e, quando está em casa com a esposa e os filhos, sua cabeça está, invariavelmente, em outro lugar.
Numa manhã de inverno, Lou conhece Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha.
Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça que usa Louboutins com o rapaz de sapatos pretos…
Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por perto — para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas — e lhe oferece um emprego.
Mas logo o executivo se arrepende de ter ajudado Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber…
Quando começa a entender quem realmente Gabe é e o que ele faz em sua vida, Lou percebe que passará pela mais dura das provações.
Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ele. No momento certo. POR QUE COMPREI? O livro estava R$ 9,90 na livraria Nobel e quando vi que era de Cecelia Ahern, achei que valia a pena levar!

Image-1 (2)

AGATHA CHRISTIE – A CAPTURA DO CÉREBRO e AGATHA CHRISTIE – O INCIDENTE DA BOLA DE CACHORRO (John Curran, Leya) – Setenta e três diários pessoais. Dois contos inéditos de Poirot. Uma vida inteira de mistérios. O mundo de Agatha Christie finalmente desvendado! Quando Agatha Christie morreu, em 1976, com 85 anos de idade, ela era a autora mais conhecida do mundo, com seus livros ultrapassando os dois bilhões de cópias vendidas e traduzidos em mais de cem países. Além disso, Christie alcançou o que se julgava impossível – a partir de 1920, publicou mais de um romance por ano: cada publicação um best-seller. Em 2004, um incrível legado foi revelado: Descobertos entre outros objetos deixados na casa da família de Christie estavam seus diários – 73 cadernos escritos à mão com notas, listas e desenhos que apresentavam seus planos para diversos livros, peças e contos. Entre essas relíquias, observações, pistas e notas sobre seus famosos livros, que fascinaram gerações de leitores. Repleto de detalhes que a modesta autora jamais revelou, Os diários perdidos de Agatha Christie inclui reproduções das páginas originais de seus cadernos e cartas, e, ainda, a publicação de dois contos inéditos de Poirot. Imperdível. POR QUE COMPREI? Já disse aqui que Agatha é minha autora favorita e achei interessante ter livros que incluam trechos de suas anotações. Os dois juntos saíram por R$ 9.90 nas lojas Americanas.

SENHORA (José de Alencar, Ciranda Cultural) – “Senhora” é uma obra diferente de seu tempo, já que não é conduzido de um ponto de vista masculino, mas sim por uma mulher que traz para si a qualidade de sujeito da história. O tema central desse romance é o casamento por interesse, que José de Alencar transforma em uma espécie de transação comercial ao dividir a obra em quatro partes com nomes bem sugestivos: O Preço, Quitação, Posse e Resgate. Romance romântico com toques de realismo há em “Senhora”, por meio de sua personagem principal, uma critica sobre o modo como o dinheiro importava na sociedade da época. Seu autor procurou mostrar como a riqueza içava as pessoas por entre a alta sociedade, e como a falta de dinheiro as depreciava, como mostra ao relatar a vida de Aurélia, que vai do começo pobre à ascendência após receber a herança de seu avô. POR QUE COMPREI? Minha irmã me indicou esse livro e como tenho uma certa resistência por clássicos da literatura brasileira, mesmo sem nunca ter lido, resolvi dar uma chance, já que o comprei por R$ 4.90 na Saraiva.

E aí, alguém já leu algum dos livros que mostrei no post? Gostaram?

Até a próxima!

Book Haul: Junho/2016 – Parte 1

Olá, Pessoal!

Post extra aqui no blog! Hoje vou mostrar pra vocês o Book Haul de junho, que por sinal está bem recheado!

Este mês aproveitei quatro promoções para diminuir minha Wish List: 1) Desconto progressivo de dia dos namorados Saraiva (quanto mais livros comprados, maior o percentual de desconto; 2) Meliuz – O site que retorna parte das suas compras para sua conta estava com uma promoção imperdível: reembolso de 35 reais na primeira compra na Saraiva após cadastro na Meliuz (fiz compras com cadastro de 2 pessoas, rs). A promoção ainda está valendo até dia 04/07. 3) Preços promocionais na livraria Nobel; 4) Preços promocionais nas lojas Americanas.

Já podem perceber que estou falida! Falida, mas feliz!

Pra não ficar tão extenso, dividi o post em duas partes: uma hoje e outra no domingo!

Gostaria de compartilhar com vocês os livros adquiridos esse mês para, quem sabe, vocês colocarem algum deles em suas listas de leitura.

Image-3 (1)

Então vamos ver quais foram os livros e suas sinopses. Ah, alguns já tem resenha, mas conforme for resenhando, vou atualizando este post com o link, ok?

IMG_8691

A HISTÓRIA DE NÓS DOIS (Dani Atkins, Editora Arqueiro) – “Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada.
Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse.
Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara – a ponto de duvidar se deve se casar afinal.
Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou…
Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?” POR QUE COMPREI? O livro é da mesma autora de Uma Curva no Tempo (Que por sinal é minha leitura atual) e como havia ouvido ótimas críticas do livro, resolvi comprar este.

TUDO E TODAS AS COISAS (Nicola Yoon, Editora Novo Conceito) – “Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano.
Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.”  POR QUE COMPREI? Conheci e me apaixonei pelo livro só pelas resenhas que vi nos blogs. Leia a resenha aqui.

MENINA MÁ (William March, Darkside) – “Quando nasce a maldade? Nascemos todos inocentes e somos corrompidos pelo mundo à nossa volta? Ou será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar mesmo na mais adorável das crianças? Há 62 anos, um livro de suspense psicológico faria com que milhões de leitoresdiscutissem apaixonadamente essa questão. Que livro era esse? Menina Má, mais um clássico que a DarkSide Books desenterra para os fãs do que há de melhor, e mais sombrio, na literatura mundial. Publicado originalmente em 1954, Menina Má se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivoscomuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro “apavorantemente bom”. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, Menina Má ganharia uma montagem nos palcosda Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark. Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também. Menina Má é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter. O romance de William March, que chega as livrarias em 2016, é ainda uma excelente dica de leitura para os fãs da coleção Crime Scene, da DarkSide Books, que investiga casos reais de psicopatas. A ficção nunca antes foi tão assustadoramente real como em Menina Má.” POR QUE COMPREI? Depois de ler “As gêmeas do gelo”, to meio interessada em mistério com crianças. Leia a resenha aqui

Image (4)

NA ILHA (Tracey Garvin Graves, Editora Intrínseca) – Uma ilha deserta e ensolarada, com vegetação luxuriante e banhada por um mar cristalino pode ser o cenário de um sonho. Ou de um pesadelo…
Anna Emerson é uma professora de inglês de 30 anos desesperada por aventura. Cansada do inverno rigoroso de Chicago e de seu relacionamento que não evolui, ela agarra a oportunidade de passar o verão em uma ilha tropical dando aulas particulares para um adolescente.
T.J. Callahan não quer ir a lugar algum. Aos 16 anos e com um câncer em remissão, tudo o que ele quer é uma vida normal de novo. Mas seus pais insistem em que ele passe o verão nas Maldivas colocando em dia as aulas que perdeu na escola.
Anna e T.J. embarcam rumo à casa de veraneio dos Callahan e, enquanto sobrevoam as 1.200 ilhas das Maldivas, o impensável acontece. O avião cai nas águas infestadas de tubarão do arquipélago. Eles conseguem chegar a uma praia, mas logo descobrem que estão presos a uma ilha desabitada.”
De início, tudo o que importa é sobreviver. Mas, à medida que os dias se tornam semanas, e então meses, Anna começa a se perguntar se seu maior desafio não será ter de conviver com um garoto que aos poucos torna-se homem. POR QUE COMPREI? Já estava na minha lista há um tempo e o encontrei na livraria Nobel por R$ 9.90 🙂 .

TÁ TODO MUNDO MAL (Jout Jout, Companhia das Letras) – “Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em Tá todo mundo mal, ela reuniu as suas “melhores” angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, “Jout Jout, Prazer”.
Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!” POR QUE COMPREI? Tenho um certo preconceito com livro de Youtubers, mas a Jout Jout é superengraçada e imagino que seus textos sobre crises devem ser do mesmo nível de seus videos. Leia a resenha aqui.

TRÊS COISAS SOBRE VOCÊ (Julie Buxbaun, Editora Arqueiro) – Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante… POR QUE COMPREI? Foi amor à primeira vista. Nunca tinha ouvido falar no livro e então dou de cara com essa capa maravilhosa e logo em seguida leio a Sinopse. Não saiu dos meus pensamentos até eu voltar para buscá-lo. Leia a Resenha aqui.

Espero que tenham gostado e acompanhem a parte 2. Beijos!